Freguês e Freguesa, em casa.

Com olhares e silêncios, movimentos e mobilidades, imagens e sons vão provocando sensações e sentimentos, e você percebe que está em um lugar do passado aqui no presente.  É uma verdadeira peça literária viva, um livro aberto, com aromas, sons, detalhes visuais a perder de vista! Cores e formas, que o visitante vai descrevendo mentalmente, sem metáforas. Ali, freguês e freguesa sentem-se em casa, e se identificam rapidamente.

E tem frutas e verduras, cortesia e gentileza, iguarias, pães e queijos, água na boca, azeites, batata, bacalhau, peixes, carnes selecionadas, sentimentos, cereais, temperos pra todos os gostos, emoções de gente de todo lugar, admirando um cenário absolutamente surpreendente: É um Museu Vivo? Uma Galeria de Arte? Um Mercado?! Três em um?!...